Estivemos a olhar o mundo...

As crianças da turma do 3º ano da EB de Cabanas fizeram uma viagem bem mais longa do que "Um dia a olhar o mundo" e começou bem antes do "Eu Participo!" lá chegar. Conhece aqui um pouco do percurso que fizeram.


Não estávamos lá, mas esta história deve ter começado assim:


A Super Agente Joana (mais conhecida como Profª Joana) já devia andar a preparar a ideia, mas naquela manhã chegou decidida à turma.


"Vamos lá conhecer a Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC) e entendê-la bem. O que é isto das crianças terem direito e que direitos são esses? "


Temos a certeza de que o grupo ficou logo em "pulgas" para saber o que a professora lhes ia propor. Estas crianças já se habituaram que os caminhos que fazem naquela sala são sempre caminhos onde as crianças são as protagonistas.


No dia em que o "Eu Participo" lá chegou percebemos bem que, antes da atividade "Um dia a olhar o mundo", já tinham assumido o seu direito de conhecer e entender esta lei internacional (artigo 42º da CDC). Direito a direito foram pensando em conjunto o que cada um significava e, no final, para ajudar outras crianças e adultos a entenderem, expressaram a sua opinião através do desenho, da fala e da criatividade, utilizando tão bem o seu direito de expressar livremente o que pensam (artigo 13º da CDC). Espreitem o filme e tomem bem atenção nos desenhos que apresentam! Estes desenhos dizem muito sobre como sentem esses direitos.



Nesse dia, quando lá chegámos para a atividade, palavra a palavra este grupo de crianças soube explicar muito bem o que entendia por direitos e, em conjunto, chegaram a 3 palavras-chave: feliz, saudável e segurança. É isso mesmo : DIREITOS é tudo aquilo que necessitamos para crescer e viver felizes, saudáveis e em segurança!


Aceitaram o desafio que levávamos e começaram a "vestir" o papel de Agentes "Eu Participo!".

  • Em grupo, partilhando opiniões e partindo de um conjunto de 12 direitos, tinham que decidir quais seriam os 9 mais importantes de forma a construir um Diamante de Direitos.

Depois da discussão em pequenos grupos e chegados a uma conclusão, o desafio tornou-se maior.

  • Agora o diamante dos 9 direitos mais importantes tinha que ser decidido em grande grupo.

Complicou! A discussão foi maior e quem quisesse garantir naquele diamante o direito escolhido por si tinha que argumentá-lo muito bem!



Na verdade, esse diamante final não ficou completo. A discussão passou a ser "Porque é tão difícil chegar a um diamante que todos concordem?"


Esta discussão levou a que conseguissem completar o desafio porque entenderam que não existem direitos mais importantes que outros. A importância que lhe damos é diferente de pessoa para pessoa porque "somos diferentes", "pensamos coisas diferentes" e "vivemos de forma diferente e em sítios diferentes".

O local onde nasces e vives, o que aprendes, a tua cultura, os problemas e as conquistas que tens na vida e aquilo que pensas, muda toda a tua perspetiva da importância de cada do direito. "Todos os direitos são importantes!"


E com isto chegaram à 2ª parte da viagem "Um dia a olhar o mundo".



Conheceram várias histórias de crianças e jovens que vivem em diferentes locais do mundo, com vidas semelhantes ou muito diferentes das nossas. Com as suas histórias tentaram imaginar qual seria o direito mais importante para cada um deles. E dessa forma verificaram o que tinham concluído na viagem anterior. ;-) Depende mesmo do local onde nascemos e vivemos e das experiências que estamos a viver!


Descobriram, ainda, que em muitos destes lugares as crianças e jovens usaram, e muito bem, o seu direito de opinião sobre os assuntos que as afetava (artigo 12º da CDC) e o seu direito de se reunirem com outras crianças e criarem projetos (artigo 15º da CDC) para resolvê-los, como por exemplo:

  • a Mayerly que vive na Colômbia e que, com outras crianças, criou o Movimento Infantil pela Paz para acabar com a violência que acontecia no seu pais.

  • o Sibasish que vive na India e que, com outros jovens, andou pelas casas dos bairros mais pobres a convencer as famílias a vacinarem os/as filhos/as contra a poliomielite.

  • a Greta Thunberg que vive na Suécia e que, com outras crianças e jovens de todo o mundo, criou o movimento "Sextas-feiras pelo futuro". Todas as semanas, nesse dia, fazem greve às aulas (Greve Climática Estudantil) para chamar a atenção dos governos para as alterações climáticas e para as medidas que devem tomar para proteger o planeta e todos os seres vivos.

Este grupo de crianças da Escola EB de Cabanas continuou a viagem com a Super Agente Joana. E nessa viagem a Maria Rita e a Luana decidiram fazer mais um filme que de certeza vai ajudar-te a perceber um pouco mais sobre o que é isto de ter direitos.


"Este projeto emergiu da exploração dos Direitos das Crianças através de várias atividades. O poema é de José Fanha e encontra-se na obra “Histórias com direitos”. Foi o produto apresentado após a 2.ª sessão da atividade “Um dia a olhar o mundo”. 😊"

(Super Agente Joana)


Uma viagem espetacular a olhar o mundo, não acham?


"Eu Participo, e tu?!"

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo